quinta-feira, 22 de janeiro de 2009

Tamanho é documento


Homens de pinto pequeno (PP) deviam ser processados. Tenho certeza que é essa a vontade de uma mulher que, ao vir um cara bonitão, charmoso, cheio "da panca" ( sim, meus caros leitores, aqueles tamanho P.P são sempre os mais cheios "de panca": têm carros potentes, com luminosos azúis; têm super motos com mais funções que uma máquina de lavar Brastemp; gostam de aparecer no salão com danças sensuais, ou não) e que se aproxima dela, mas...quando ele se "mostra" a ela, seu membro mede o tamanho do seu dedo (do dedo dela,e não do dele) mindinho (ereto!).

O que digo não é científico. São apenas constatações baseadas no que escuto das minhas amigas, e de tantas outras mulheres, enganadas por um sorriso maroto de um P.P.
No blog da Kass, esse tema já foi tratado na coluna Opostos, só que sob um outro viés. PS.: Já que o assunto pede, aproveite e vote na questão ao lado, qual é a sua...seguindo o post da faxineira Fá.

O difícil é identificar o cara PP. Ele tem cada beijo que te leva às nuvens... é super interessado em você. Te encosta na parede: "Ai Jesus!" Tudo leva a crer que você tem um grande amante com você. Por isso, ingênua e iludida, você cede. Conheço alguns PPs que até fazem massagem tailandesa! Tudo enganação. Tadinho, na verdade não, né? Ele tem que ter algo para compensar a falta de outra coisa.

Aí, depois que você já está completamente envolvida, imaginando que terá uma noite maravilhosa... o seu mundo cai. O cidadão aparece com "aquela coisitinha de nada" a gente pensa: "Ele ainda não está excitado o suficiente". E nos esforçamos para que tudo não passe de ilusão de ótica. Fazemos danças sensuais, posições que nos deixam cinco dias entrevadas, o 8 com o quadril. E pensamos: "Agora vai".

Meia hora depois, você tem a sensação de que nada aconteceu ainda. A vontade que a gente tem nesse momento é párar tudo e perguntar: "Escuta, você já entrou?". Pelo esforço do cara, pela expressão facial, pelo suor que escorre na testa dele (você está tão concentrada que percebe tudo isso), conclui que sim. E agora? Ele está lá e você não sente nada. É deprimente! Sua vontade é de mandá-lo sair de cima, o peso te incomoda, dá vontade de inventar alguma doença grave, vontade de vomitar, sair correndo, gritar, sei lá! Mas por respeito, resignação, dó, ou sabe-se lá que sentimento, você fica.

Mas fica contando os segundos. O pior é quando, aliado ao P.P. ele ainda bebeu demais. Haja paciência para esperar: você conta as telhas, observa a decoração, pensa: "Preciso pintar meu cabelo de vermelho", pensa nas baleias brancas, no Greenpeace, no Barack Obama e na roupa usada pela primeira-dama Michele, enfim....

Até que ele termina! Não geme, nem grita. Solta um : "HUU!". "Que sem graça", você pensa. Rapidinho, inventa uma desculpa: "Sabe o que é? Tenho que molhar meus cáquitos", e vaza. Seu pesadelo é quando ele te liga de novo, ou manda uma mensagem dizendo que adorou a noite.

O pior é encontrar o dito cujo, anos luz depois, num bar e ainda ter lembranças daquela fatídica noite. E descobrir que ele tem uma namorada. Você se questiona: "Como?" Alguma amiga te diz: "Ela não se incomoda". E você: "Não se incomoda, mesmo". Aliás, ele não incomoda a ninguém.

Mas o que fazer?

Tenho três teorias:

a) Homens PP deviam ser honestos conosco. Quando surgissem em nossa frente, deviam dizer, não sem constrangimentos, é claro: "Olha, quero muito você mas tenho um problema. Sou P.P." Nos deixaria a alternativa da escolha. Poderíamos ir com eles, mas saberiamos que não esperaríamos muito. Mas não...eles têm que passar por grandes amantes....

b) Quando não tivesse sido colocado (co-lo-ca-do é ótima!), anteriormente, que se tratava de um PP, e depois de toda a saga descobríssemos isso da maneira mais chata possível, deveríamos, ao término, dizer: "Olha, eu esperava mais de você". Por que isso? Não podemos ser complacentes com uma mentira dessas! Não finja orgasmo porque você está criando um monstro! Diga a verdade, para que o cara consiga saber que ele não é tudo aquilo que ele pensa, isso diminuirá as chances de outra mulher ser ludibriada.

c) Isso já acontece muito. A rede do bem anti-PPs. Mulheres uni-vos! Aconteceu com você? Denuncie. Seja em pequenas rodas, em grandes rodas, na casa de parentes. Não deixe outra mulher passar por isso..rs. Sei que essa atitude já acontece. E é importante mantê-la para a sanidade feminina...rs.

Enfim, acredito que o processo formal seja importante para que sejamos ressarcidas de todo o esforço que fizemos para nos encontrarmos com "eles" e pela propaganda enganosa.

Se alguma advogada investir neste nicho tenho certeza que sempre terá clientes...



Faxineira Ponto G

7 comentários:

Criska disse...

Kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

Faxineira G, infelizmente tenho que lhe dizer que alguns PP podem ser melhores do que uns GG, mas quandou m PP é ruim, é muito pior....rs

23 de janeiro de 2009 09:21
Marinha do Brasil disse...

PP's são semPre Piores....kkkkkkkkkkkk sem dúvida nenhuma...não adianta massagem...ou outras coisinhas...vai ter sempre aquele vazio...está faltando alguma coisa...rs...não desejo PP's para ninguém...

23 de janeiro de 2009 09:34
Diana Bitten disse...

AHUAHAUHAUHA GEEEEEENTEEEEE!

Eu tenho absoluta certeza que esse post foi direcionado a um ex namorado meu. Nossa! Terminei o namoro pois a cena (essa do suor e esforço) descrita era a minha realidade. UM INFERNO!!

Eu sou das partidárias anti-propaganda-enganosa!

AMEI O POST!

23 de janeiro de 2009 10:34
Poli Macedo disse...

ja vejo as camisetas:

'Sou ANTI - PP!
E você?"

em letras garrafais..

já passei por um PP.. quer dizer.. nem passou pq não senti nada! (kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk)

Adorei o post..

27 de janeiro de 2009 12:32
Inez disse...

Tô ei aí interinha neste texto. Até o ufa dele sem gemer. Eles deviam ser banidos da face da terra. KKKKKKK

2 de fevereiro de 2009 08:29
Aquiles disse...

Mulher é um bicho complicado mesmo.

Se o cara é "PP", como vcs dizem, ela espalha pra Deus e o mundo, reduzindo a zero as chances do cara se dar bem.

No entanto, se o cidadão é "PG", ou sei lá como vcs chamam, a mulher fica caladinha, guarda pra ela o segredo, que é pras amigas não saberem e quererem experimentar...

o barato é louco.

5 de fevereiro de 2009 11:22
papo curto disse...

Mulher, além de tudo, é gulosa... Vcs consideram o PP um problema, mas já se questionaram quanto as VEG (Vaginas extra-grandes)?

29 de dezembro de 2009 02:39