sábado, 28 de fevereiro de 2009

Pavor de baratas voadoras e homens que se acham....

Tenho pavor de baratas voadoras e homens que se acham.
As baratas deixo para algum homem matar...grito quando elas vêm em minha direção, desinfeto a casa no momento oportuno. Mas o que fazer com os homens que se acham?

Não há nenhum episódio em particular que tenha me estimulado a escrever este texto. Apenas estava curiando a net quando passei do Ego (fofocas de sábado, claro), para o Paparazzo. Como boa mulher que sou, antes vi as fotos de mulheres boas (trocadilho mais sem vergonha) - nós não temos problema em ver fotos de mulheres, nem ficamos constrangidas com isso - e depois, claro!, fui para as fotos masculinas, cujo destaque do mês é, na minha opinião, um cara que se acha.

Não acompanhei o BBB 9, nem li muito. Mas para mim, nas poucas vezes que o vi, eu pensei: ele se acha. Mas não é dele (Newton, o Ton) especificamente que quero falar. Coloco aqui o nobre rapaz como exemplo do tipo de sentimento que me causa quando vejo algum cara que se acha demais...

Quando abri o site e vi que era ele: ARGH! Nem quis abrir as fotos. Ele pode até ser bem bonitão e etecétera e tal, mas por um pré-conceito meu, caras que se acham são como baratas voadoras. O melhor é ter um repelente à mão. Então fechei o site.

Foi este sentimento que me instigou. Conheço mulheres que gostam de homens que se acham, e desde criança os meninos que mais se destacam na escola: os briguentos, os engraçados, os que põem apelidinhos nos colegas, jogam bombas de pum nos outros e criam as situações mais incríveis - são esses que chamam a atenção das meninas também, geralmente. Claro que isso varia, mas são os mais pops que chegam ao coração das adolescentes. Se é assim, porque não gosto de homens que se acham?

Auto-estima sempre é bom. Não prefiro homens moscas-mortas, que só reclamam da vida e de si mesmos e que não põe fé no que fazem. Não confiam no taco. Mas aqueles que dizem - de preferência num megafone - ao mundo inteiro que são bons, que seu taco mede 1.55 e que encaçapam uma bola, de costas, e sem precisar de giz....esses aí são os que não terão minha atenção numa festa, na vida, num bailinho.

Coitado do Newton, foi pego para Cristo. Mas foi a partir dele que descobri em mim essa aversão. Já sei o que faço com as baratas, mas e quanto a eles?

Faxineira Ponto G

2 comentários:

Criska disse...

Eu tenho um preconceito: homem bonito e forte é burro até que se prove o contrário.

Pronto, falei...rs

28 de fevereiro de 2009 17:12
Diana Bitten disse...

Adorei o post!

Concordo com você, homem que se acha é desprezível, mas... convenhamos, homem inseguro é triste demais também!

1 de março de 2009 10:34